29.04.2019 | 18h34

Presidente pede juros mais baixos ao agro

O presidente Jair Bolsonaro, em novo ato antiliberal, pediu ao presidente do Banco do Brasil, Rubem Noaves, que abaixe os juros da instituição aos produtores rurais, durante a feira Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), nesta segunda, 29, onde ambos cumpriam agenda. “Eu apenas apelo, Rubens, me permite fazer uma brincadeira aqui. Eu apenas apelo para o seu coração, para o seu patriotismo, para que esses juros, tendo em vista você parecer-se um cristão de verdade, caiam um pouquinho mais. Tenho certeza de que as nossas orações tocarão seu coração”, disse o presidente.

O pacote de bondades de Bolsonaro ao setor também inclui o projeto de lei enviado pelo Executivo ao Legislativo que prevê o perdão da dívida do agronegócio com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), na casa de R$ 17 bilhões. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, no entanto, é contra, preferindo a via do Refis. Há também muitos que sustentam que a renúncia dos R$ 17 bilhões sem contar com orçamento equivalente em caixa poderia ser considerada “pedalada fiscal”. Depois de subirem quase 2% de manhã, as ações ordinárias do Banco do Brasil viraram e bateram as mínimas, com queda de 0,77%, após a fala de Bolsonaro, informa o Estadão, o mesmo efeito ocorreu com as ações da Petrobrás, após Bolsonaro intervir na política de preço do diesel da estatal.


VOLTAR PARA O ESTADÃO