28.09.2018 | 13h26

Presidencialismo de coalizão II

Alvo de críticas das várias forças políticas do País, o presidencialismo de coalizão “é um modelo que respeita a diversidade brasileira” e, caso o parlamentarismo tivesse sido aprovado no plebiscito de 1993, seria hoje um “parlamentarismo de coalizão”, afirma Sérgio Abranches, o autor do termo e pesquisador do tema há 30 anos, ao Valor.

“O bipartidarismo provocado pela ditadura militar, atesta o sociólogo, é contrário à natureza social brasileira e foi totalmente artificial”, diz a publicação. Abranches acaba de lançar nova obra sobre o modelo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO