11.11.2018 | 13h16

Precisa ter voto também

As conversas para a formação de um novo partido de Centro, que arregimentaria forças que estão descontentes, por exemplo, no PSDB, mostram que alguns políticos não estão muito sintonizados com o resultado eleitoral. A reunião de integrantes da velha guarda tucana em outra legenda pode representar apenas uma birra, até compreensível, com a mudança de direção do PSDB. Mas até que ponto esse movimento deixa de ser somente uma insatisfação com os rumos que o governador eleito de São Paulo João Doria defende para o partido para se tornar resposta a uma demanda popular que apenas os participantes dessas conversas parecem escutar?

Geraldo Alckmin, supostamente um dos integrantes do grupo, acabou de perder uma eleição presidencial somando menos de 5% dos votos. Outros dos participantes dessas discussões sequer conseguiram mandatos parlamentares. Obviamente, a urna não pode ser o único parâmetro na formação de grupos políticos. Mas, sem o apoio de eleitores, talvez fosse mais produtivo tentar ganhar o debate dentro do PSDB ou fundar um clube de amigos.


Mais conteúdo sobre:

PSDB
VOLTAR PARA O ESTADÃO