26.05.2018 | 10h35

Porteira aberta: petroleiros preparam greve

Os petroleiros vão seguir o rastro aberto pelos caminhoneiros e aprovaram um indicativo de greve, sem, no entanto, informar a data de início do movimento. Em 1995, no governo FHC, os petroleiros pararam várias refinarias do País e provocaram desabastecimento.

A FUP (Federação Única dos Petroleiros), ligada à CUT, divulgou as bandeiras da greve anunciada: redução do preço dos combustíveis, a manutenção dos empregos e retomada da produção interna de combustíveis, fim das importações de gasolina e outros derivados.


VOLTAR PARA O ESTADÃO