15.01.2019 | 06h42

Porte de arma divide bancada da bala

Embora a flexibilização da posse de armas, que deve ser efetivada por decreto nesta terça-feira, seja uma unanimidade na chamada bancada da bala, a ampliação da possibilidade de porte ainda divide parlamentares do grupo, principalmente ex-policiais. Reportagem do Estadão mostra a resistência de deputados do próprio PSL à possibilidade, levantada pelo próprio Jair Bolsonaro. “O porte é uma coisa que tem de ser trabalhada com mais cuidado, mais serenidade, para que a gente não tenha qualquer pessoa usando arma de fogo pelas ruas. Não é factível, não (liberar o porte), tendo como justificativa apenas a violência urbana. Se não, vamos voltar para o velho oeste”, diz o Delegado Pablo (PSL-AM).


VOLTAR PARA O ESTADÃO