02.11.2018 | 18h09

Popularidade pode iludir (2)

É claro que no início do governo só algo mirabolante poderia abalar o capital político que Jair Bolsonaro traz das urnas para começar seu mandato. Mas alguns temas podem ser armadilhas a médio prazo.

Para não seguir o exemplo dos antecessores, Bolsonaro precisa priorizar a geração de empregos, um drama que afeta diretamente grande parte da população. Precisa também cumprir a promessa de campanha de reduzir a criminalidade no País. E ainda precisará administrar com habilidade temas espinhosos e que costumam provocar desgaste elevado, como a reforma da Previdência, por exemplo. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO