28.07.2018 | 08h41

Políticos fogem de Cármen

Tem gente correndo para ser julgado na Segunda Turma do STF o quanto antes. A pressa se deve, segundo a Coluna do Estadão, à mudança que vai ocorrer em setembro. Dias Toffoli assume a presidência da Corte e Cármen Lúcia passa a integrar a Segunda Turma.

Como os advogados estão cansados de saber, Cármen costuma votar com Edson Fachin nas questões da Lava Jato, enquanto Toffoli engrossava o coro oposto, ao lado de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.


VOLTAR PARA O ESTADÃO