25.03.2018 | 21h01

Política identitária não ganha eleições

Abraçar o discurso de políticas identitárias foi a ruína do Partido Democrata dos Estados Unidos nas últimas eleições e não garante sucesso eleitoral para a esquerda em nenhum lugar do mundo. A tese é de Mark Lilla, cientista político e professor da Columbia University, autor do artigo de política mais lido no New York Times em 2016, em entrevista à Folha.

Ao segmentar seu discurso para atender as diversas minorias, os democratas deixaram de formular um projeto de país, diz ele. Lilla participará de um dos seminários do evento Fronteiras do Pensamento no Brasil, em novembro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO