15.11.2018 | 11h01

Política externa em disputa

Três grupos dentro do governo Jair Bolsonaro devem disputar em alguma medida as definições de rumos na política externa. Em sua coluna na Folha, Matias Spektor esquadrinha esses grupos e suas prioridades.

Um deles tem à frente Eduardo Bolsonaro e é o principal responsável pela escolha de Ernesto Araújo para o Itamaraty. Tem como objetivo alinhar o Brasil à política antiglobalista de Donald Trump. O segundo são os militares, cuja visão de política externa está mais ligada à segurança e às questões de fronteira. Por fim, a área econômica liderada por Paulo Guedes quer realinhar as relações comerciais do Brasil.


VOLTAR PARA O ESTADÃO