26.02.2019 | 14h26

Policiais e bombeiros pedem aposentadoria especial

Um grupo de 20 deputados oriundos das polícias e corporações de bombeiros militares vai propor uma emenda à PEC da reforma da Previdência, informa o Broadcast Político. Além de não terem sido ouvidos pelo governo, seus integrantes alegam que suas atividades são totalmente diferentes das exercidas pelas Forças Armadas e, por isso, devem ter um tratamento previdenciário diferente.

“Eu não vejo as Forças Armadas chamarem homens de 60 anos de idade para fazer o serviço militar. Eles só chamam com 18. E com 20, 22, eles já estão descartando. Ou seja, se tiver uma guerra, as próprias Forças Armadas têm que levar para uma eventual guerra um contingente com vigor físico invejável. Por que a polícia militar, então, tem que trabalhar até os 60, 65 anos?”, questionou o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP).


VOLTAR PARA O ESTADÃO