08.10.2018 | 15h34

Polarização nos programas econômicos

Os programas econômicos de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) refletem a polarização que marcou as eleições do último domingo, 7. O primeiro é liberal. O segundo é intervencionista e estatizante.
O candidato do PSL coloca o desequilíbrio fiscal no centro dos problemas da economia. Já o petista ignorou no programa oficial a existência do “rombo” nas contas públicas pelo quinto ano consecutivo, segundo o Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO