08.10.2018 | 09h41

Polarização e pouca governabilidade

Para o filósofo e professor Roberto Romano, independentemente do próximo presidente eleito, os tempos serão difíceis para o Brasil nos próximos quatro anos. A polarização deve continuar e a governabilidade será mínima.

“Será um trabalho muito difícil. Esse é um ponto a ser visto com cautela. Em qualquer das possibilidades, seja com Bolsonaro ou Haddad, você terá um Congresso hostil, tentando manter a prática tradicional de arrancar do Executivo benesses, verbas e cargos”, disse em entrevista ao Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO