03.10.2018 | 22h07

Polarização cristalizada

Pouco mudou no quadro presidencial depois da pesquisa feita pelo Ibope. Jair Bolsonaro e Fernando Haddad apenas oscilaram nas suas pontuações. Mas, talvez o mais importante, a cristalização da polarização da disputa entre ambos está cada vez mais garantida.

Hoje, a disputa entre Bolsonaro e Haddad levaria a eleição para o segundo turno, com as chances do surgimento de uma opção de terceira via ficando cada vez mais reduzidas. Embora o discurso por uma nova candidatura contra o radicalismo de Bolsonaro e do PT tenha até provocado algum zum zum zum nas redes sociais, os números do Ibope não oferecem muitas esperanças. Ciro Gomes tem apenas 10%. E Geraldo Alckmin, cada vez mais cristianizado pelos aliados, não passa de 7%. O jogo, agora, parece cada vez mais ter ficado apenas entre Bolsonaro e Haddad. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO