05.03.2019 | 15h16

PMs são afastados após quebrarem braço de petista

Pelo menos quatro policiais militares foram afastados do serviço de patrulhamento das ruas depois de Geovani Leonardo Doratiotto da Silva, advogado e dirigente do PT ter o braço quebrado em uma abordagem dentro da delegacia de Atibaia, no último domingo, 3.

De acordo com a Corregedoria da PM, eles ficarão afastados até a conclusão da investigação. A Secretaria da Segurança Pública informou em nota que a PM instaurou um inquérito policial militar para apurar a conduta dos agentes envolvidos na ocorrência, informou o UOL.


VOLTAR PARA O ESTADÃO