14.03.2018 | 09h35

Planalto vê crime de responsabilidade de Barroso

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, pode ser alvo de representação por crime de responsabilidade em ofensiva estudada pelo Palácio do Planalto, que escalou os ministros Torquato Jardim e Carlos Marun para defender o presidente Michel Temer. Para eles, Barroso age por “motivação político-partidária” ao alterar, por meio de liminar, o decreto de Temer sobre indulto a presos. É o que informa nesta quarta, 14, o jornal Valor.


VOLTAR PARA O ESTADÃO