03.04.2018 | 11h12

Pivô de decisão de 2009 nunca foi preso

O condenado cujo caso serviu de base para que, em 2009, o Supremo Tribunal Federal firmasse o entendimento de que o cumprimento da pena só deve se dar após o trânsito em julgado da decisão nunca cumpriu pena.

Reportagem do Globo mostra que o fazendeiro Omar Coelho Vítor, de Passos (MG), que deu cinco tiros na cabeça de um homem que teria cantado a sua mulher, nunca foi preso e o crime prescreveu. “Ele tinha bons advogados em Brasília”, resumiu o sobrevivente à reportagem.

 


Mais conteúdo sobre:

STF
VOLTAR PARA O ESTADÃO