08.10.2018 | 19h28

Petista quer Alckmin e Meirelles

A desvantagem de 17, 9 milhões de votos (exatos 17.934.900) de Fernando Haddad em relação a seu adversário registrada na votação de domingo abriu espaço no PT para que se discuta apoio até do tucano Geraldo Alckmin ou de Henrique Meirelles à campanha petista.

“Temos de dialogar com Ciro, Marina, Boulos, Fernando Henrique, Alckmin, Meirelles, todo mundo. Não é possível que quem tem compromisso com o Estado Democrático de Direito fique em silêncio”, afirmou o deputado José Guimarães nesta segunda, 8, informa o Estadão. O petista é coordenador da campanha de Haddad no Ceará.


VOLTAR PARA O ESTADÃO