29.04.2019 | 21h45

‘Pessoalmente’, presidente quer Coaf com Moro

Não deu para saber o que o presidente Jair Bolsonaro decidirá sobre o destino do Coaf nesta segunda, 29. Enquanto o ministro Sérgio Moro faz pressão para que o órgão que examina e identifica possíveis práticas relacionadas à lavagem de dinheiro, corrupção e financiamento do terrorismo seja transferido da Economia à Justiça, parlamentares querem manter o conselho na pasta hoje chefiada por Paulo Guedes. O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, disse que o presidente, do “ponto de vista pessoal”, prefere que o Coaf vá para as mãos de Moro, que recentemente deu sinais de cansaço ao dizer que ser ministro do STF seria como “ganhar na loteria”.

“O presidente também pediu para confirmar que do ponto de vista pessoal dele neste momento o COAF permanece com o Ministério da Justiça”, disse Barros. Por outro lado, manter o órgão na Economia seria um gesto de aceno positivo ao Legislativo.


Mais conteúdo sobre:

coafsergio moro
VOLTAR PARA O ESTADÃO