10.08.2018 | 08h20

Pernambuco peculiar

Além de ter assumido papel importante no acordo nacional entre PT e PSB, o Estado de Pernambuco também influencia no eleitorado de Marina Silva e Ciro Gomes. Se em 2014 Marina teve 48% dos votos do Estado com o apoio da família de Eduardo Campos, neste ano deve ficar sem palanque por lá.

Como mostra o Valor, ela e Ciro têm força no Nordeste, mas ficaram “espremidos” entre as duas coligações principais. Uma é a de Paulo Câmara (PSB), que vai apoiar o candidato do PT, e a outra é a de Armando Monteiro (PTB), que fechou com Geraldo Alckmin.


VOLTAR PARA O ESTADÃO