29.05.2018 | 11h43

Percepção de ‘heroísmo’

A ironia dá a tônica da coluna do economista Joel Pinheiro da Fonseca na Folha ao explorar uma certa percepção popular de “heroísmo dos caminhoneiros” ao debelarem um movimento “patriótico”. Chega a agradecê-los.

“Haverá algo mais belo que o povo nas ruas e nas rodovias, sem lei e sem líderes, dando vazão irrestrita à própria vontade e ameaçando não só as instituições, mas o próprio tecido social? Isso só pode dar coisa boa. É por isso que as lideranças mais responsáveis do Brasil competem para surfar essa onda”, diz.


VOLTAR PARA O ESTADÃO