22.04.2018 | 09h29

Pente-fino nos presidenciáveis

Os pré-candidatos ao Planalto serão submetidos a um pente-fino do Ministério Público para checar quem pode ser barrado pela Lei da Ficha Limpa, informa a Coluna do Estadão. O caso de Lula é o mais óbvio, já que foi condenado em segunda instância e cumpre prisão em Curitiba.

O problema é que a medida é preventiva, pois o registro é garantido aos candidatos. Mas até 23 de agosto, os registros podem ser questionados e o TSE precisa julgar até 17 de setembro.

 


Mais conteúdo sobre:

Eleições 2018
VOLTAR PARA O ESTADÃO