06.10.2018 | 15h09

Pegou mal para Bolsonaro?

Analistas políticos que estão acompanhando a eleição para o Planalto avaliam, com base em seus trackings, que a decisão de Bolsonaro de não ir ao debate da TV Globo na última quinta-feira, 4, mas dar entrevista à Record, do pastor evangélico Edir Macedo, pode ter pegado mal para o candidato, que vinha crescendo entre eleitores indecisos. Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) exploraram o gesto do rival durante o debate, chamando-o de fujão, informou o Painel da Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO