04.07.2018 | 08h58

Pedras no caminho da Petrobrás

A trajetória de recuperação da Petrobrás deve sofrer impacto negativo por uma série de decisões judiciais recentes. Como relata o Estadão, além da demissão de Pedro Parente, a empresa foi derrotada em uma ação trabalhista de R$ 15 bilhões, perdeu um processo de arbitragem internacional de R$ 2,4 bilhões e está vendo seu programa de venda de ativos definhar.

Além disso, a companhia suspendeu uma série de processos de venda na terça, 3, após decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, sobre privatizações.


VOLTAR PARA O ESTADÃO