30.08.2018 | 11h07

Pedidos negados às coligações

A coligação de Alckmin (PSDB) ouviu um não do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles haviam pedido a permissão para propaganda presidencial regionalizada ou segmentada no tempo de TV. Com essa resposta, os eleitores, independentemente da região, vão assistir às mesmas peças.

Quem também teve resposta negativa do TSE foram as coligações de Meirelles, Marina, Ciro, Boulos, Alvaro Dias e o partido Novo, de Amoêdo. Eles pediram para que as inserções – que têm 30 segundos – fossem divididas em módulos de 15 segundos. Com isso, conseguiriam potencializar a exposição das candidaturas, informa a Coluna Direto da Fonte.


VOLTAR PARA O ESTADÃO