08.08.2018 | 11h08

‘Paz aos corruptos’

O procurador da República Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa da Lava Jato, criticou a possibilidade de o Supremo fixar prazo para recuperar o dinheiro desviado por corrupção.

“Paz aos corruptos. O dinheiro desviado para os bolsos do corrupto jamais será dele e sempre pode ser recuperado. É isso que a Constituição diz. Contudo, o Supremo Tribunal Federal está decidindo o contrário. Poderia funcionar na Suíça, mas não no Brasil, em que o sistema de justiça tem inúmeras falhas e brechas que podem impedir e impedem que investigações e ações judiciais sejam rápidas. É uma decisão que dá paz aos velhos corruptos. Um imenso retrocesso”, disse. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Deltan DallagnolLava Jato
VOLTAR PARA O ESTADÃO