13.03.2019 | 15h41

Paulo Preto pede anulação de 145 anos de prisão

A defesa do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, apontado pela Operação Lava Jato como operador do PSDB, pediu ao ministro Gilmar Mendes, do STF, na terça-feira, 12, a anulação da sentença de 145 anos e oito meses de prisão por peculato, inserção de dados falsos e associação criminosa, informou o Estadão. O ministro ainda não se manifestou sobre o pedido.


VOLTAR PARA O ESTADÃO