04.10.2018 | 07h48

Paulo Leme aponta ‘risco Bolsonaro’

O economista Paulo Leme, ex-presidente do Golman Sachs no Brasil e atualmente professor visitante na Universidade de Miami, diz em entrevista ao Estadão que o mercado subestima o risco que a eleição de Jair Bolsonaro representa.

“O mercado está precificando o Haddad como o cenário ruim e, goste ou não goste do Bolsonaro, acha que ele não é tão ruim. Novamente o mercado está grosseiramente subestimando os riscos futuros. O que tem de ser feito no País de ajuste fiscal e reformas para retomar crescimento e distribuição de renda precisa de habilidade política, o que não vejo nesse candidato”, disse, em entrevista ao Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO