01.08.2018 | 18h02

Patriarcado lulista tira mulheres do jogo

Sob o comando do PT, partidos de esquerda retiram uma candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes, e deixam uma candidata a presidente, Manuela D’Ávila, de “stand by” aguardando a ordem unida de Lula.

A defesa do aumento da participação nas mulheres garganteada pelo PT e por seus satélites é só discurso de ocasião. Na hora do vamos ver, prevalece o regime do patriarcado lulista. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO