18.11.2018 | 10h37

Pastore: ‘Não basta tirar o bode da casa’

Em artigo publicado no Estadão neste domingo, 18, o professor e consultor Affonso Celso Pastore, diz que, no humor com a vitória de Bolsonaro desapareceu o risco de um novo governo do PT. Ou  — no humor cínico do mercado financeiro — o resultado da eleição “tirou o bode da casa”. Segundo ele, porém, não basta “tirar o bode”. É preciso que o “novo administrador” promova as reformas estruturais que o País demanda.

“Com a indicação de Sérgio Moro para o Ministério da Justiça, Bolsonaro deu um forte atestado de respeito às leis, reduzindo os decibéis da narrativa da esquerda radical que o acusava de fascista. Deu também um passo para solidificar as instituições que combatem a corrupção sistêmica”, afirma. “Mas o sucesso do novo governo não depende apenas do respeito à Constituição e às leis, e sim de sua capacidade de recolocar o País na rota do crescimento econômico.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO