11.04.2018 | 11h32

Para Temer, é preciso segurança jurídica

Sem citar o atual dissenso no Supremo em torno do melhor momento para prender um condenado, o presidente Michel Temer afirmou nesta manhã, 11, que o “o que o País mais precisa é de segurança jurídica”.

“E a segurança jurídica vem precisamente como fruto do cumprimento da ordem normativa e no particular no cumprimento da Constituição Federal”, disse. Ele também defendeu a Constituição como a “única figura que tem autoridade no País”. “Porque a Constituição diz de quem é o poder”, afirmou durante evento sobre cooperativas.

 


Mais conteúdo sobre:

Michel TemerSupremo Tribunal Federal
VOLTAR PARA O ESTADÃO