19.09.2018 | 16h17

Para Mourão, volta da CPMF é ‘tiro no pé’

Diante da polêmica em sua coligação sobre a possibilidade de recriação da CPMF, o general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice de Jair Bolsonaro (PSL), foi curto e grosso nesta quarta, 19. Para ele, a volta do imposto seria “dar um tiro no pé”.

O economista Paulo Guedes, guru da campanha do deputado, defendeu na terça-feira uma reforma tributária que incluiria a recriação de um imposto sobre movimentação financeira, como a CPMF, segundo informou Monica Bergamo, na Folha. Mourão acrescentou, no entanto, que “isso deve ser decidido entre o candidato e o economista”.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO