14.03.2019 | 18h58

Para Eunício, reforma tem ‘olhar demasiadamente financista’

Mesmo fora do Congresso, o ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) não economiza críticas em relação ao texto da reforma da Previdência enviada pelo governo ao Congresso. Em artigo publicado hoje no jornal O Povo, do Ceará, o ex-senador avalia que a proposta tem “um olhar demasiadamente financista” e que ela “tende a se afastar de conceitos como os da equidade social e da solidariedade”.

Na visão de Eunício, a proposta pode até ser prioridade para o Executivo, mas discorda que ela seja “necessariamente a prioridade do País”. “Temos desafios enormes nos âmbitos da retomada do crescimento econômico, da geração de emprego e da segurança pública. E, antes ainda de tudo isso, se faz urgente uma repactuação federativa que efetive a justiça na distribuição dos recursos e das responsabilidades aos entes públicos. Assim, uma tributação mais justa torna-se necessidade mais premente”, diz. Eunício também critica pontos da reforma como as mudanças nas regras do Benefício de Prestação Continuada (BPC), aposentadoria rural e elevação da idade mínima para as mulheres. “Essas citadas modificações, para não adentrar em outros pontos igualmente injustos com o povo mais pobre, merecem o nosso total repúdio”, escreveu Eunício em seu artigo. /M.M.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO