10.07.2018 | 20h37

Para Crivella, impeachment é ‘coisa da oposição’

Alvo de dois pedidos de impeachment na Câmara dos vereadores, Marcelo Crivella preferiu ao invés de explicar a estranha reunião com líderes evangélicos, jogar a culpa nas costas da oposição. Em nota, o prefeito do Rio disse que “protocolar pedido de impeachment faz parte do jogo político da oposição”. “Tenho certeza que tanto a Câmara de Vereadores quanto o MP vão saber separar o que é realidade do que é manipulação”, afirmou.

A sessão extraordinária, convocada para a próxima quinta-feira após 17 vereadores assinarem a petição, não teve apenas o aval da oposição. Além de políticos do PSOL e do PT, houve assinaturas de membros do MDB, PSDB, PDT, Novo, PMN e PTB. A Câmara dos vereadores do Rio tem ao todo 51 membros.


VOLTAR PARA O ESTADÃO