06.07.2018 | 15h17

Os planos do BC para as eleições

A ideia é intervir pouco, mas dar “tranquilidade” aos brasileiros na economia neste segundo semestre, diz Ilan Goldfajn, presidente do Banco Central, a Míriam Leitão. A colunista relata, no Globo, que o período eleitoral será, como de costume, de volatilidade cambial e com momentos de dificuldade de formação de preço. Nessas horas, Goldfajn afirma que o BC vai agir, sempre com o objetivo de manter em vista as reformas e o ajuste de contas públicas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO