10.10.2018 | 07h25

Os nós da ‘frente democrática’ do PT

Está na manchete do Globo e na coluna de Elio Gaspari: Jaques Wagner, senador eleito pelo PT da Bahia, vai procurar nomes como Fernando Henrique Cardoso e Marina Silva e tentar costurar o que vende como uma “frente democrática” em apoio a Fernando Haddad.

As dificuldades da empreitada são muitas: Marina saiu nanica da eleição e tem uma lembrança amarga do que o PT fez com ela em 2014, e FHC é uma voz controversa dentro de um PSDB em pé de guerra. Nesse quadro, a tal “frente” pode ter alcance limitado para ajudar Haddad a superar Jair Bolsonaro nas urnas. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO