12.04.2018 | 06h39

Os males do lulismo

Lula preso deveria significar uma página virada para o País, mas o fato de se tratar do maior líder político dos últimos 50 anos impede que isso ocorra. Em sua coluna no Estadão, William Waack discute o peso simbólico da prisão e afirma que a corrupção não é, a seu ver, o pior dos crimes cometidos pelo petista.

“Apequenar o Brasil lá fora, diminuindo nosso peso específico, destruir o tecido de instituições (começando pelo da Presidência), fazer a apologia da ignorância e decretar o atraso no desenvolvimento econômico compõem pesada conta que mal começou a ser paga.”


Mais conteúdo sobre:

Lulalulopetismo
VOLTAR PARA O ESTADÃO