29.05.2018 | 13h39

Os indicativos da crise são antigos

Já faz quatro anos que o governo “enrola” na discussão de uma alternativa para os caminhoneiros. A constatação é de José Casado, em coluna no jornal O Globo. O colunista observa que o problema já estava na mesa da Presidência quando Dilma Rousseff assumiu para o segundo mandato.

Dilma demorou a reagir, enfrentou bloqueio de rodovias em 2015 e 2016 e chegou a sancionar a Lei dos Caminhoneiros. Temer atravessou seu mandato “fingindo que o problema não existia”. Agora, o custo da “embromação” é bem mais alto.


VOLTAR PARA O ESTADÃO