01.09.2018 | 19h41

Os filhotes dos políticos no Rio

A propaganda eleitoral do Rio de Janeiro comprova que política pode ser, sim, um negócio hereditário. Soltos ou presos, grandes caciques da política fluminense têm seus herdeiros desfilando e pedindo o voto do eleitor desolado.

Na ala dos filhos de presidiários, apareceram Marco Antonio Cabral, Daniele Cunha e Leonardo Picciani. No rol dos filhos de ex-presidiários, lá estão Clarissa Garotinho e Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, é o único dos filhotes da política cujo pai, Cesar Maia, não integra a ala carcerária da política. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO