14.09.2018 | 20h05

Os extremos vão se consolidando

O resultado da pesquisa feita pelo DataFolha indica que os candidatos que representam os pólos mais extremados nesta eleição parecem estar se consolidando como os dominantes. Aparentemente, o eleitor não demonstrou interesse, até agora, no discurso do meio termo. Parece querer o radicalismo. Só não decidiu ainda de qual lado, embora o conservador Jair Bolsonaro esteja levando vantagem.

Pela direita, Bolsonaro se mantém sólido com 26%. Pela esquerda, Fernando Haddad vai herdando os votos de Lula e já empatou com Ciro Gomes no segundo lugar, ambos somando 13%. O próprio Ciro também representa esse lado menos moderado da esquerda, ao lado dos petistas. Para Geraldo Alckmin e Marina Silva, os dois candidatos de fala mansa e pregadores de equilíbrio, o eleitor não sorriu até agora. /Marcelo de Moraes


VOLTAR PARA O ESTADÃO