02.11.2018 | 13h44

Os critérios do PT

Vamos a um exercício de memória. No fim de 2002, quando Lula foi eleito, faltou cargo para abrigar tantos aliados do recém-eleito presidente. O petista não se apertou e criou o Ministério da Pesca apenas para abrigar o colega José Fritsch, que tinha perdido a eleição para o governo de Santa Catarina. Mas os petistas reclamam agora dos critérios que Jair Bolsonaro usa para definir o tamanho do seu ministério.

Em 2009, o mesmo Lula não viu problemas em indicar para uma vaga para o Supremo o então advogado-geral da União, Dias Toffoli, que já tinha sido advogado em três de suas campanhas presidenciais. Mas a possibilidade de Sérgio Moro ser indicado por Bolsonaro para o STF depois de passar pelo Ministério da Justiça também é criticada por integrantes do PT. /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

PT
VOLTAR PARA O ESTADÃO