10.11.2018 | 14h50

‘Orçamento em 2019 é erro’

A aparente “falta de interesse” da equipe econômica de Jair Bolsonaro (capitaneada por Paulo Guedes) em ver o Congresso aprovando o orçamento ainda este ano é um erro de estratégia na opinião da colunista do Estadão, Adriana Fernandes. Em sua coluna neste sábado, ela explica que deixar a discussão para 2019 pode atrapalhar um debate ainda mais importante que necessariamente terá que acontecer: a reforma da Previdência.

“É erro, porém, deixar a votação para 2019. A negociação do Orçamento retardaria o avanço da reforma previdenciária a partir de fevereiro, quando o Congresso se instala e o jogo político recomeça com os novos senadores e deputados eleitos”, explica Adriana. “É tamanha a confusão na pauta econômica que as declarações de Bolsonaro e sua equipe estão deixando todo mundo desorientado. Sobram propostas e recuos. E falta rumo certo.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO