10.11.2018 | 10h25

Oposição de cara nova?

O sucesso obtido por Jair Bolsonaro nas urnas abriu uma profunda discussão entre os partidos que se opuseram a ele para descobrir quais motivos causaram esse resultado. João Domingos, colunista do Estadão, escreve que, à exceção do PT,  “partidos de centro e de centro-esquerda olham para trás e fazem autocrítica. Por que foram rejeitados?”

Segundo Domingos, esses partidos, neste momento, estão “em busca de um jeito de mudar sua forma de fazer política e se reencontrar com o eleitor. E o colunista cita a visão do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) sobre este desafio. “Não dá mais para jogar contra o Brasil. Se a proposta for positiva, como a independência do Banco Central em alguns setores, para evitar que sua administração seja manobrada pelo governo, vamos votar a favor; se for absurda, como o fechamento do Ministério do Trabalho, vamos votar contra”, diz Delgado a Domingos, exemplificando essa nova atitude da oposição.

 


Mais conteúdo sobre:

oposição
VOLTAR PARA O ESTADÃO