19.08.2018 | 12h13

Opinião do Estadão: O STF e o auxílio-voto

“Além de ter aprovado a inclusão na proposta orçamentária de 2019 de um reajuste salarial de 16% para seus ministros, (…) o Supremo Tribunal Federal (STF) tomou outra decisão marcada pelo corporativismo e pela insensibilidade fiscal.

Por 4 votos contra 1, os ministros da Segunda Turma decidiram que os juízes de primeira instância convocados para atuar na segunda instância do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) não precisarão repor os valores que excederem o teto salarial do funcionalismo estabelecido pela Constituição.”

Trecho de editorial do Estadão deste domingo, 19.


Mais conteúdo sobre:

STFEditorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO