30.07.2018 | 17h01

Opinião do Estadão: Cacoete autoritário

“O petista Fernando Haddad deu várias entrevistas nos últimos dias apresentando-se como ‘coordenador do programa de governo do PT’. É também, como se sabe, cotado para ser o candidato do partido nas eleições presidenciais, já que o dono do PT, Lula da Silva, provavelmente não poderá concorrer porque está condenado e preso. Logo, não seria exagero considerar que o ex-prefeito de São Paulo fala hoje pelo partido e por Lula – e, nesse sentido, não decepciona.”

Trecho de editorial do Estadão desta segunda, 30.


VOLTAR PARA O ESTADÃO