29.04.2018 | 07h24

Opinião do Estadão: A hora da conciliação

“O diálogo e o bom senso encontram-se interditados. Salas de aula de escolas e universidades foram transformadas em bunkers de uma imaginária “resistência” contra o avanço dos “fascistas”, que é como muitos professores e alunos que se dizem “progressistas” qualificam quem não aceita a revelação petista. Essa atmosfera se espraiou por salas de teatro e museus, gerando previsível reação, muitas vezes violenta, dos radicais antipetistas.”

Trecho de editorial do Estadão neste domingo.


VOLTAR PARA O ESTADÃO