01.01.2019 | 08h21

Onyx acha que não deve satisfação

Estava “ajudando a construir um novo Brasil”. Esta é a explicação dada pelo futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para os vários voos com verba da Câmara que fez ao longo da campanha para locais onde haveria agenda de Jair Bolsonaro. “Eu não tenho que me defender de nada. Primeiro, tudo que eu fiz, é público. Segundo, está tudo dentro, rigorosamente, da legislação da Câmara”, afirmou, a respeito da reportagem da Folha.

Não é a primeira vez que, antes mesmo de assumir o ministério, Lorenzoni dá uma explicação torta, arrogante ou agressiva quando tem seus atos questionados. Repetir velhas práticas e se recusar a prestar contas dos atos não são, nem de longe, a melhor forma de mudar o Brasil. / V.M.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO