25.10.2018 | 15h02

OEA: Uso de fake news ‘sem precedentes’

Chefe da missão de observação eleitoral da OEA no Brasil, Laura Chinchilla disse que o uso do WhatsApp para disseminação de notícias falsas na eleição brasileira é um caso “sem precedentes”. As declarações foram dadas após um encontro entra ela e Fernando Haddad, na manhã desta quinta, 25, em São Paulo.

Segundo ela, que foi presidente da Costa Rica, ao contrário de outras eleições marcadas pelas chamadas fake news, no caso brasileiro a disseminação das mentiras migrou das redes públicas como Facebook para uma rede de uso privado, o WhatsApp, o que torna mais difícil a investigação.


VOLTAR PARA O ESTADÃO