22.03.2018 | 08h21

No Peru, Odebrecht derrubou o presidente

Não é só na política brasileira que a Lava Jato promove um tsunami. Acusado de ter recebido propina da Odebrecht e na véspera da votação de seu impeachment, Pedro Paulo Kuczynski renunciou à presidência do Peru na quinta-feira.

A situação de PPK se tornou insustentável depois que a oposição divulgou vídeos de governistas tentando comprar votos contra o impeachment.


Mais conteúdo sobre:

peruOdebrechtppk
VOLTAR PARA O ESTADÃO