11.09.2018 | 08h59

Obsessão prejudicial

A obsessão de Lula em manter sua candidatura ao Planalto beira o absurdo e prejudica o Partido dos Trabalhadores em benefício próprio. A aposta do dia é de que o ministro Celso de Mello dilate o prazo para mudança da chapa, analisa o colunista Merval Pereira no Globo.

“Ele sente que ao anunciar outro candidato, estará não apenas admitindo que seu prazo expirou, como legitimando a eleição presidencial que o PT acusa de ser uma fraude sem a sua presença. Se o ministro Celso de Mello não prorrogar o prazo, ele terá de enfrentar um dilema que está se tornando crucial para seu destino político: legitimar as eleições e tentar vencê-la, ou levar o PT a abandonar o pleito presidencial, denunciando sua ilegitimidade”, escreveu.


Mais conteúdo sobre:

Lulacandidato do pt
VOLTAR PARA O ESTADÃO