29.03.2019 | 15h06

OAB denuncia Bolsonaro na ONU

Nesta sexta-feira, 29, OAB e o Instituto Vladimir Herzog denunciaram o presidente Jair Bolsonaro na ONU por ter ordenado que o os quartéis façam “comemorações devidas” no próximo dia 31 de março, dos 55 anos do golpe militar de 1964. A petição cita as recentes entrevistas do presidente, em que ele nega o caráter ditatorial do regime e os crimes cometidos contra a humanidade por agentes do Estado.

O documento denuncia a “tentativa do presidente e de outros membros do governo – como o chanceler Ernesto Araújo – de modificar a narrativa histórica do golpe que instaurou uma ditadura militar que, durante 21 anos, aterrorizou o país com uma séria de gravíssimas violações de direitos humanos”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO